Quando posso saber o sexo do bebê?


A primeira coisa que vem à cabeça quando descobre-se que está grávida é: quando posso saber o sexo do bebê? Muito pais decidem manter surpresa, mas é quase impossível levar essa ideia até o fim, porque todas as pessoas ficam curiosas, além do mais, saber o sexo do bebê é o ponta pé inicial para resolver a cor da decoração do quarto e do enxoval. Dependendo do método que se usa para descobrir o sexo do bebê, pode até ser a partir de dois meses de gravidez, embora o mais comum seja saber com, mais ou menos, quatro meses. Veja mais aqui:

Quando posso saber o sexo do bebê?

Existem várias formas para descobrir o sexo do bebê durante a gravidez, sendo a ultrassonografia e a sexagem fetal através do sangue da mãe as formas mais populares atualmente. Durante a ultrassonografia a determinação do sexo é feita de forma bem simples: vendo se o bebê tem um pênis ou uma vulva entre as pernas. Dizendo assim pode parecer fácil, mas, apesar da diferenciação da genitália começar ao redor da 6ª semana de gravidez, antes de 14ª semana é muito difícil dizer através a imagem do ultrassom se o bebê tem um órgão sexual masculino ou feminino, isso porque a posição do bebê dentro do útero é essencial para que o médico consiga ter imagens claras.

A sexagem fetal é um exame que tem ganhado grande popularidade nos últimos anos. Ele é feito através da coleta de sangue da mãe para pesquisa do DNA do feto. A lógica por trás deste exame  de sexagem fetal é bem simples. Em situações normais, os seres humanos possuem um par de cromossomos sexuais. As mulheres apresentam 2 cromossomos X e os homens, um cromossomo Y e um cromossomo X. A sexagem fetal procura especificamente pela presença do cromossomo Y no sangue da mãe. Como as mulheres são XX, ou seja, não possuem o cromossomo masculino Y no seu material genético, se o exame encontrar um cromossomo Y, ele só pode ter origem no feto.

Quando posso saber o sexo do bebe

Mais dicas para saber o sexo do bebê

Existe também a amniocentese que é um exame invasivo, que consiste na introdução de uma agulha na barriga da mãe até dentro do útero para a coleta de um pequeno volume de líquido amniótico. Esse líquido coletado é rico em material genético do feto e pode ser usado para identificação do sexo do bebê. Sua taxa de acerto é de 100%.

Além desses procedimento existem, claro, os métodos caseiros criados por nossos antepassados, as superstições, que mesmo não sendo tão confiáveis, por vezes conseguem chegar ao resultado correto, confira aqui alguns desse métodos caseiros:

Formato da barriga: Só funciona com barrigas de 6 meses ou mais. Ao observar de perfil a super barriga, preste atenção se ela está alta ( com volume meio bola de basquete) ou se ela está mais baixa (estilo pera). Alta menina , baixa menino.

Truque da aliança: Amarre sua aliança em uma cordinha ou barbante, coloque suspensa em cima da barriga e observe. Se ela se movimentar de um lado para o outro é menino, se o balançar for em círculos, menina. Essa pode ser feita a qualquer tempo durante a gestação.

Tabela chinesa: A milenar cultura chinesa confia e recomenda a tabela chinesa para prever o sexo do bebê. Para utilizar a tabela basta seguir alguns passos.

Passo 1: Essa tabela é baseada na idade lunar materna e prevê o sexo do bebê antes mesmo da concepção.
Passo 2: Para saber sua idade lunar é simples. Mulheres que nasceram em janeiro ou fevereiro, devem usar sua idade real. Mulheres nascidas de março a dezembro devem acrescentar 1 a sua idade real. Exemplo: idade real 25 . idade lunar 25+1=26. idade lunar 26.
Passo 3: O próximo passo é simples. Você usa como base sua idade lunar e o mês de concepção , o mês em que você engravidou ou pretende engravidar e compara com as divisões existentes na tabela.


•••