Quando a criança começa a falar?


Esta dúvida está presente na cabeça dos pais desde sempre, quando a criança começa a falar? Para a criança falar não tem uma idade certa, existem crianças que começam mais cedo e outras mais tarde, não existe comprovação, mas geralmente as mulheres começam a falar mais cedo do que os homens.

Quando a criança está com cerca de 12 meses o bebê já articula pelo menos quatro palavrinhas e perto dos 2 anos já consegue formar uma frase com duas ou três palavras, tendo um vocabulário com cerca de 50 palavras, que aumenta para 200 palavras em média aos 3 anos de idade.

Quando a criança começa a falar?

Em alguns casos pode ocorrer um atraso na fala, causado apenas quando os pais não estimulam a fala do bebê ou como resultado de uma doença como surdez ou autismo, por exemplo. Nestes casos, é importante observar se o bebê apenas não tem a fala desenvolvida para a idade ou se apresenta outros sintomas como não reagir a sons ou frieza emocional que está relacionada com o autismo e consultar o pediatra o quanto antes.

É muito importante os pais sempre prestarem atenção no comportamento dos filhos para identificar problemas, procurar saber com os professores se está tudo certo com a criança na escola, levar a criança periodicamente ao médico,

Atitudes dos pais que ajudam a criança começar a falar

Conversar com o bebê desde cedo, falando e cantando para ele: proporcionar um ambiente com comunicação faz com que seja muito mais fácil para o bebê aprender a falar. Para isso, os pais devem fazer perguntas, explicar o que estão fazendo, cantando ou apontando para os objetos dizendo o seu nome, por exemplo;

Ler para o bebê: é uma ótima forma de aumentar o vocabulário do bebê e ajudá-lo a entender o sentido das palavras;

quando a crianca comeca a falar

Criança começa a falar

Responder ao que o bebê diz, imitando sons ou ruídos que ele faz: os pais devem mostrar interesse e responder para o bebê, pois isso faz com que ele fique mais estimulado para continuar conversando;

Usar linguagem correta: os pais devem utilizar desde cedo uma linguagem correta, evitando diminutivos ou palavras erradas, como “pato” em vez de sapato ou “bibi” em vez de carro, por exemplo.

Estes comportamentos estimulam a fala do bebê, fazendo com que o desenvolvimento da linguagem decorra normalmente e, em alguns casos, mais cedo.

Outras ações importantes

É muito importante termos em mente que este processo de desenvolvimento acontece mediante as interferências que o meio e as pessoas que estão nele exercem sobre esta criança. Desde a barriga da mãe, o bebê já tem condições de ouvir.

Ao falar com o bebê durante a gestação, os pais estarão estimulando o desenvolvimento da fala. Também é preciso ter atenção quanto a proteção em excesso, que pode atrapalhar. A criança precisa sentir a necessidade de falar. É um processo novo e difícil para ela, mas se esta aponta e tem o que quer na mão, sempre usará esta atitude e não será forçada a falar.


•••