Exames do recém-nascido


Simples exames, como é o caso do teste do olhinho, pezinho e orelhinha devem ser realizados antes mesmo do recém-nascido deixar a maternidade. Eles são importantes a medida que podem evitar consequências como surdez, retardo mental e cegueira. Neste artigo, confira quais são os principais entre eles e a importância de cada um.

Exames do recém-nascido

1. Teste do pezinho

O teste do pezinho é o principal e mais importante exame e deve ser realizado em até 48 horas após o nascimento do bebê. Ele é feito por meio da coleta de apenas algumas gotas de sangue da região do calcanhar do bebê. Antes do exame é preciso que o bebê tenha sido amamentado, uma vez que o leite da mãe é capaz de tornar problemas de origem metabólica mais evidentes.

O teste do pezinho diagnostica problemas de: hipotireoidismo congênito (a deficiência na produção da glândula tireoide pode causar problemas de desenvolvimento ou até mesmo retardo mental), fenilcetonúria (problema no metabolismo que pode causar retardo mental), fibrose cística (que pode levar ao acúmulo de muco no pâncreas e pulmões) e hemoglobinopatias (doença no sangue).

2. Tipagem sanguínea

O exame deve ser realizado a fim de diagnosticar o tipo de sangue do bebê (para o caso de emergências médicas). Ele precisa ser feito em até 48h após o nascimento.

3. Teste da orelhinha

Já o teste da orelhinha, feito enquanto o recém-nascido está na maternidade, diagnostica a surdez nos pequenos. Ele é feito por meio de um aparelho (muito parecido com um fone de ouvido) introduzido na orelha da criança e ligado a um equipamento. Esse aparelho, por sua vez, é o responsável pela identificação – ou não – da surdez.

recem-nascido

4. Teste do olhinho

O teste do olhinho precisa ser feito ainda na primeira semana de vida da criança. Ele diagnostica diferentes tipos de alterações oculares, com destaque para a catarata, que se não tratada desde pequeno, pode levar à cegueira.

O exame, que não é obrigatório, precisa ser solicitado pelos pais. Ele é feito por meio de uma luz forte direcionada aos olhos dos pequenos. Se forem normais e saudáveis, os olhos emitirão, em resposta, uma cor continuamente avermelhada.

5. Teste do coraçãozinho

Para saber se a saúde do coração do bebê está em dia, esse teste deve ser realizado enquanto o pequeno ainda estiver na maternidade.

O exame é fundamental uma vez que diagnostica diferentes tipos de doenças do coração, com destaque para defeitos nas válvulas cardíacas. Esse exame também não é obrigatório, motivo pelo quais os pais devem atentar para solicitá-lo a tempo.

6. Teste do quadril

O teste do quadril, também realizado enquanto o recém-nascido está na maternidade, tem como principal objetivo diagnosticar problemas na região do quadril – tais como osteoartrose precoce e encurtamento do membro.

Para ser realizado, o médico pediatra precisa movimentar o quadril e as duas pernas do bebê com técnicas denominadas ‘manobras ortolanis’. Se algum problema for identificado, outros exames complementares precisarão ser realizados. O exame não é obrigatório, e por isso, precisa ser solicitado pelos pais.


•••