Entenda o Teste do olhinho


O teste do olhinho é um exame clínico, oftalmológico e obrigatório em recém-nascidos. Ele serve para identificar, de modo precoce, uma série de enfermidades oculares – que se não tratadas, podem levar à cegueira. O próprio Ministério da Saúde atenta para a necessidade de o exame ser realizado antes do pequeno receber alta na maternidade, ou seja, ainda na primeira semana de vida. Preferencialmente, ele deve ser feito nas primeiras 48h após o parto.

De modo geral, o teste do olhinho é rápido e totalmente indolor. Após realizado, caso alguma alteração seja encontrada no olho do pequeno, serão solicitados exames complementares e a repetição do teste do olhinho mensalmente até que o bebê complete 6 meses de idade – o que irá identificar (ou não) a necessidade de tratamento.

Como o teste do olhinho é realizado?

O teste do olhinho é realizado por um médico especialista, sendo ele um oftalmologista ou um pediatra devidamente treinado.

O médico utiliza um equipamento responsável pela emissão de um feixe de luz diretamente nos olhos do bebê. Essa pequena lanterna (denominada oftalmoscópio) chega bem próximo aos olhos do pequeno.

O resultado do exame vem na hora, uma vez que depende das cores que serão refletidas no fundo dos olhos da criança. O bebê saudável irá ficar, diante da exposição à luz, com os olhos em tons de vermelho intenso e por um período prolongado.

Por outro lado, caso o reflexo nos fundos dos olhos do bebê sejam em tons de branco, transparente (ou seja, sem reflexo) ou amarelo, eles significam problemas que podem ser irreversíveis à visão do pequeno caso não tratados.

teste do olhinho

O que o teste do olhinho pode detectar?

Entre as principais doenças que podem ser diagnosticadas por meio do teste do olhinho podemos destacar:

– Catarata congênita: essa doença é causada tanto por infecções (passadas para o bebê durante a gestação) como por fatores hereditários. A doença é uma das maiores vilãs oculares para os bebês, sendo a principal causa de cegueira. O tratamento é realizado por meio de óculos especiais, medicação e até mesmo cirurgias em casos mais graves;

– Retinoblastoma: o retinoblastoma consiste em um tumor (de caráter maligno) que afeta diretamente a retina do bebê. Sua causa é exclusivamente os fatores hereditários. Caso não seja realizado o tratamento, a doença pode comprometer os olhos, levar à cegueira e à morte. Para evitar danos à vista (ou minimizá-los) o tumor precisa ser removido nos primeiros 15 dias de vida.

– Glaucoma congênito: a doença (rara e genética) pode levar à perda gradativa e lenta da visão até chegar à cegueira total. Para controlar esse processo o bebê deve se submeter a cirurgias e tratamento por medicação.

Onde o teste do olhinho é realizado?

O teste do olhinho pode ser realizado no próprio hospital ou maternidade de nascimento da criança. Em alguns estados brasileiros o exame ainda não é obrigatório, porém, ele é de extrema importância para a identificação de doenças oculares e sempre deve ser solicitado pelos pais.

Atualmente, os estados brasileiros que exigem a realização do exame são: São Paulo, Mato Grosso do Sul, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Distrito Federal e Paraná.


•••