Crianças e separação – Dicas


A separação dos pais é um assunto complexo para as crianças, mas que precisa ser tratado. A abordagem é difícil, pois cada idade apresenta uma reação diferente. Por isso, quando o casal possui mais de um filho, eles precisam comunicar de formas diferentes.

Como a rotina muda, é possível que as crianças apresentem comportamentos indesejados. Os educados podem se tornar rebeldes; agitados se tornam quietos; alegres passam a ficar deprimidos. Em alguns casos isso afeta o desempenho na escola ou o contato com os familiares e amigos.

Como agir na separação

É essencial esclarecer o que está acontecendo. Mas é preciso adequar as informações à capacidade de compreensão da criança. Uma muito pequena não sabe o que é uma separação, mas sente que algo mudou.

As crianças devem saber que seu vínculo com os pais não mudou, mesmo que eles estejam distantes agora. Por isso é imprescindível que os pais conversem separadamente para planejar a conversa. Eles devem estar juntos na hora de informar a separação aos filhos.

É necessário incentivar a criança a dizer tudo o que está pensando. Quando ela deixa seus sentimentos e dúvidas no seu interior, pode acarretar comportamentos inadequados. Mas quando fala, as suas dúvidas são esclarecidas e ela se acalmará.

Abaixo há reações prováveis de acontecer em cada idade. É necessário entender que tais comportamentos são naturais e podem ser contornados com carinho e atenção. É preciso deixar claro que o casal é que se distanciou entre si. Os pais continuam.

Separação e gravidez

A mãe deve conversar com o pediatra e contar sobre sua situação. Estados de tristeza e desânimo podem afetar a criança (o que pode acontecer até mesmo quando ela tem poucos meses de vida). O bebê pode nascer com pouco peso. Existem casos mais sérios em que a criança teve atrasos no desenvolvimento cognitivo e emotivo.

Crianças entre 1 e 3 anos

É comum que a criança se torne mais tímida e apresente um comportamento de alguém mais novo. Ela pode exigir muito mais atenção e até ter pesadelos noturnos.

criancas e separacao

Crianças entre 2 e 6 anos

Mesmo nessa idade, a criança ainda não sabe o que é um divórcio. Ela pode achar que os pais estão separados por sua causa. Cada criança, a depender da sua personalidade, apresentará um comportamento diferente. Algumas ficarão mais obedientes (achando que isso trará a união de volta) e outras mais rebeldes. Também é comum que elas neguem a si mesmas e a outros, arranjando desculpas para aquela ausência.

Crianças de 6 anos

É uma idade em que a criança começa a compreender fatos importantes sobre a vida. Ela pode apresentar comportamentos regressivos. Costuma se sentir abandonada e triste. A alimentação por vezes é afetada e ela pode apresentar distúrbios de sono.

Criança entre 6 e 9 anos

Algumas crianças apresentam raiva, tristeza e sentimentos de nostalgia. Acredita que é possível uma reconciliação dos pais. Podem ter problemas de comportamento, tornando-se muito diferente do que era.

Crianças entre 9 e 12 anos

Nessa idade é possível que tentem reconciliar os pais. Em alguns casos passam a ter raiva do que aconteceu ou até mesmo vergonha. A criança pode perder hábitos e jogar para o alto a sua disciplina. Problemas somáticos também são comuns, como dores de cabeça e estômago.


•••