Como Funciona o Teste de Apgar


O teste de Apgar é sobretudo, a primeira prova na vida de seu filho. Mas não espere muito do resultado: dificilmente alguém tira uma nota perfeita nesse teste. Ele foi desenvolvido em 1952, pela anestesista Virginia, o teste é feito imediatamente após o parto e repetida após cinco minutos de vida do bebê. É uma verificação rápida sobre a saúde geral da criança, e se necessário, passar ao médico as informações sobre possíveis problemas existentes, para que encaminhe o melhor tratamento. Confira a seguir como funciona o teste de Apgar!

O que é o teste de Apgar?

O teste de Apgar consiste na avaliação de cinco sinais vitais do recém-nascido no primeiro minuto (que permite determinar o grau de tolerância do bebê ao parto), no quinto minuto (que permite analisar o grau de adaptação do bebê à vida extra uterina) e no décimo minuto depois do nascimento, atribuindo-se a cada um dos sinais uma pontuação de 0 a 2 segundo a condição verificada.

Porque é realizado o teste de Apgar?

Porque é um tática simples que permite determinar se o recém-nascido necessita de auxílio para respirar ou se está com algum problema no coração.

Em que consiste o Teste de Apgar?

São analisados cinco sinais vitais do recém-nascido, por meio de parâmetros objetivos, atribuindo-se a cada um uma nota que varia de zero a dois. Desta maneira, o índice total do bebê ao nascer pode variar de zero a dez, indicando desde as piores condições (zero) até as melhores possíveis (dez). Os cinco sinais objetivos devem ser avaliados no primeiro, quinto e décimo minutos depois do o nascimento e são:

  1. Frequência cardíaca.
  2. Respiração.
  3. Tônus muscular.
  4. Prontidão reflexa.
  5. Cor da pele.

A avaliação do primeiro minuto mede as reações do bebê ao parto e as avaliações do quinto e décimo minutos dizem respeito a sua adaptação à vida extrauterina. As notas obtidas pelo bebê devem ser registradas no “Cartão da Criança” para permitir distinguir mais tarde, se for preciso, as condições de seu nascimento.
como funciona o teste de apgar

O que quer dizer a nota de cada criança?

com certeza 10 é sempre música para os ouvidos dos pais, mas 8 ou 9 também são excelentes avaliações. Um parto mais complicado ou prematuro e até medicação para dores tomadas pela mãe podem mascarar as notas, não retratando propriamente as condições reais do bebê, mas, no geral:

  • Avaliação entre 8 e 10 mostra crianças em estado de saúde de ótimo a excelente, que eventualmente não vai ser necessário de cuidados extras.
  • Avaliação entre 5 e 7 indica estado regular e pode haver necessidade de auxílio de aparelhos para respirar. O médico talvez massageie vigorosamente a pele do bebê ou dê a ele um pouco de oxigênio.
  • Avaliação abaixo de 5 aponta bebês em condições que requerem ajuda médica especial.

Você pode pode questionar o médico na sala de parto qual foi a nota do seu bebê. Se a primeira não tiver sido muito alta, não se assuste, porque a segunda, depois de cinco minutos, costuma ser maior e mais tranquilizadora, já que a criança se recupera rápido do estresse do parto. Em caso de dúvidas, converse com o pediatra.

O teste de Apgar prevê problemas de saúde futuros?

Não, embora no passado os especialistas tenham chegado a considerar que sim. Uma das teorias sugeria que se a nota de um recém-nascido permanecesse baixa aos cinco minutos de vida, isso sugeria possibilidade de ele ter problemas neurológicos. Estudos mais recentes, portanto, rejeitaram essa teoria. Sozinhas, as notas individuais não prevêem o estado de saúde futuro de uma pessoa, seja bom ou ruim. A vantagem do teste é sua simplicidade: ele é facilmente realizado e mede com rapidez e precisão a saúde de um bebê nos primeiros momentos da vida fora do útero nada mais, nada menos.


•••